visualizações: 1418

Notícias - Quinta-feira, 04 de Novembro de 2010

Áreas de fronteira disputam ponte internacional

Áreas de fronteira disputam ponte internacional

A abertura do último envelope do edital que definirá a empresa responsável pelo estudo de viabilidade de uma ponte internacional na fronteira do Brasil com a Argentina corre na tarde desta quinta-feira, em Foz do Iguaçu, no Paraná. A proposta refere-se ao preço cobrado para a realização do serviço. Segundo Airton Bertol, presidente da Fundação Pró-Construção da Ponte Internacional Porto Mauá-Alba Posse, que coordena uma comitiva da Fronteira-Noroeste que acompanhará o ato, apenas um consórcio segue na disputa, pois os outros dois foram desclassificados por problemas na documentação. O grupo é formado por empresas brasileiras e argentinas: Iatasa, Grimaux, Atec, NPT e Ballcons.

Conforme Bertol, o preço máximo que pode ser cobrado é de R$ 875,5 mil. Ele explica que, se o consórcio tiver um valor igual ou inferior ao teto, será o escolhido. De acordo com o presidente da Fundação, a expectativa é de que ainda neste ano ocorra a assinatura do contrato, para que se possa iniciar a contagem dos 230 dias, prazo para o encerramento do estudo. O levantamento irá escolher a região onde ficará a ponte: Itaqui-Alvear, na Fronteira-Oeste; Porto Mauá-Alba Pose, na Grande Santa Rosa; ou Porto Xavier-San Javier, nas Missões. Do estudo, resultará uma ordem para a obra. Após, será lançado o edital de engenharia e construção da travessia.

Bertol diz que a expectativa é grande e que a região está preparada para receber a visita das empresas responsáveis pelo estudo, apresentando as potencialidades locais. "Temos indústrias e potencial turístico que precisam de uma ponte internacional para intensificar o desenvolvimento regional", destaca. Ele ressalta a grande movimentação na travessia de veículos por balsa, crescente a cada ano. Hoje, são 170 que ultrapassam a fronteira diariamente. Segundo o presidente da Fundação, a região de Alba Posse, na Argentina, e cidades vizinhas, como Oberá, também aguardam a estrutura, para expandir a produção de erva e chá e promover a integração entre os dois povos, com a realização de festas e feiras de negócios.

Esta será a primeira ponte de um projeto de três. Bertol diz que não há previsão de mobilização para a construção da segunda travessia, mas afirma que a primeira é um sonho cada vez mais próximo de ser realizado.

Fonte: Correio do Povo
Compartilhar: OrkutTwitterFacebookE-mail

Galeria de Fotos

Veja também

Comentários

Edinei postou em 07/11/2010, às 21:52:00

Ate em fim vai sair a ponte tao esperada!


Regras para utilização deste espaço

Este espaço é destinado a livre troca de ideias, manifestação de opiniões e interação entre os internautas. Aprovamos os comentários em que o leitor expressa a sua opinião, ainda que divergente das apresentadas por autores e/ou entrevistados em reportagens, artigos, colunas, vídeos, fotos e demais conteúdos do site.

É expressamente proibida a publicação de mensagens com conteúdo:

  • Ilegal
  • Abusivo
  • Ameaçador
  • Nocivo
  • Obsceno
  • Profano
  • Difamatório de qualquer pessoa ou instituição
  • Discriminatório de credo, raça, condição social ou orientação sexual
  • De Incitação à violência e/ou ao crime contra pessoas, instituições, países ou a patrimônio público e privado
  • Capaz de ferir a reputação de pessoas ou organizações
  • Considerado spam ou correntes de mensagens
  • De propaganda política, de produto ou serviço
  • Falso ou fraudulento
  • Que viole o direito de propriedade de uma pessoa ou empresa
  • Que finja ser de autoria de outra pessoa, famosa ou não
  • Com textos em caixa alta, ou seja, somente com letras maiúsculas. Pelo uso e costume da internet, escrever em caixa alta pode ser interpretado como agressão aos outros usuários e também aos leitores; seria o equivalente a entrar em uma sala gritando.
  • Fora do tema proposto pela notícia, artigo, coluna ou postagem. Os comentários são bem-vindos, mas devem se ater ao tema proposto na página.
  • Postado por usuários com único objetivo de gerar “bate-boca”.
  • Que divulgue informações pessoais de outras pessoas.

Consequências por infração a estas regras:

  • Infrações podem levar a exclusão do conteúdo sem necessidade de retratação por parte do site. Usuários que forem denunciados ou tiverem conteúdos retirados do ar, poderão ter seus comentários pré moderados e IPs bloqueados.
  • Mediante determinação judicial, as informações poderão ser repassadas às autoridades competentes.
  • Será considerada falta gravíssima qualquer tentativa de fraude, inclusive para prejudicar outro usuário de forma que ele seja passível de perder seu direito de acesso ao site por interdição ou exclusão.

Obs.: Infelizmente, democracia não exclui divergências: em algumas ocasiões, conversas podem causar mal-entendidos.

Postar um comentário












Código de Segurança

Ao clicar em "Postar comentário", você estará assumindo total responsabilidade sobre o conteúdo de sua mensagem, além de estar implicitamente concordando com as regras apresentadas acima. Por medidas de segurança, seu ip 54.162.126.136 também será armazenado.